Pacto pela vida e pelo Brasil

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Dom Paulo Mendes Peixoto
Arcebispo de Uberaba

Todos os ensinamentos contidos na Bíblia têm como meta orientar as pessoas sobre o valor e o sentido da vida em todas as suas dimensões, principalmente a vida humana. Além da existência de uma história, ela tem um destino proclamado nas palavras do Mestre. Jesus confirma, em seu ensinamento, o desejo do Pai e faz um pacto de aliança, de unidade e de vida com o ser humano.

 Diante da trágica realidade de mortes causadas pela covid-19, e dos desacertos na administração pública no enfrentamento desse problema letal, com consequências para as famílias no Brasil, a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), em parceria com outras organizações da sociedade, convoca os brasileiros para unir forças a partir de um “pacto pela vida e pelo Brasil”.

Na verdade é uma convocação para unidade de pensamento e de preces pela superação dessa crise que afeta bruscamente a todos. Foi redigido um documento e encaminhado aos presidentes dos três Poderes da Nação. Ali está pedindo “união da sociedade, solidariedade, disciplina e conduta ética e transparente do governo”, para um cuidado mais pertinente no enfrentamento do coronavírus.

Há uma frase bíblica intrigante: “Quem quiser salvar a sua vida vai perdê-la; e quem perder a sua vida por causa de mim vai encontrá-la” (Mt 16, 25). Essas palavras atribuídas a Jesus estão em sintonia com o pacto da vida, que precisa ser defendida, mesmo necessitando de sofrimento. É o sentido visto na cruz, imagem dos enfrentamentos que acontecem também por muitos na pandemia.

São praticados muitos atos arbitrários em relação à vida. O da menina de dez anos estuprada com adiantada gravidez, fato estranho, mas de fácil entendimento em uma cultura hedonista. A decisão pelo aborto foi uma atitude agressiva e contrária aos princípios sagrados da vida humana. Isso clama aos céus e pesa sobre os administradores da justiça uma consciência ferida.

O “Pacto pela vida e pelo Brasil” foi lançado no dia 7 de abril passado e assinado por dezenas de entidades do país. A finalidade principal é motivar o conjunto da sociedade brasileira numa união de cidadãos, governos e poderes constituídos da República para “formar uma ampla aliança para enfrentar a grave crise sanitária, econômica, social e política que vive o Brasil”, principalmente na pandemia.

Tags:

leia também