“O novo papa com certeza contagiará a todos com sua maneira de ser”, afirma bispo de Criciúma

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
DOMINACIO

O bispo da Diocese de Criciúma (SC), Dom Jacinto Inacio Flach, demonstra alegria e esperança na missão do Sumo Pontífice eleito. “Foi com certeza uma surpresa para mim e para todos. Sua maneira espontânea e simples ao se apresentar, quebrando o protocolo e pedindo a benção para ele, para o papa emérito e para o povo”.

Conforme o bispo, a opção pelo nome “Francisco” e a mensagem de seu primeiro discurso, trazem por trás uma continuação ao legado dos papas João Paulo II e Bento XVI, no trabalho pela paz, justiça e fraternidade entre os povos e religiões e na vivência do amor pela unidade e pela fé.

Dom Jacinto afirma que há muita expectativa com o novo papa. “Ele deverá usar de muito diálogo para com a humanidade, em suas diversas culturas e realidades. Isto não significa que irá acolher tudo, pois a humanidade tem muitas sombras que precisam ser iluminadas pela luz do Evangelho, mas a Igreja não condena os que não concordam com ela. Por ser jesuíta, homem de sabedoria e boa formação, além de ser muito pastor, o fato de ser escolhido como latino americano, é um sinal de que a Europa já fez muito para a humanidade, mas que nosso continente, onde temos uma maioria de cristãos, sobretudo católicos, é cheio de vida e não pode ser esquecido. É o sinal do qual Bento XVI falou, de que o continente latino americano é um continente de esperança e de amor. O novo papa com certeza contagiará a todos com sua maneira de ser”.

Tags:

leia também