O atual momento eclesial e teológico, Pe. Geraldo Luiz Borges

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Respondendo à solicitação feita e refletindo sobre o título proposto, penso que se podem marcar quatro aspectos do atual momento eclesial e teológico, dos quais

fluem várias conseqüências para a Igreja do Brasil. PRIMEIRO: O esforço de aplicar a Conferência de Aparecida. A Igreja no Brasil está fazendo um esforço para aplicar as conclusões da Conferência de Aparecida (2007), particularmente no que se refere à Missão Continental.

Como resultado, pode-se apontar o seguinte:

  1. A recente promulgação e publicação, pela CNBB, das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (2008-2010), o que configura um novo esforço pastoral no sentido de reavivar a dinâmica evangelizadora da Igreja nas diversas Igrejas Particulares espalhadas pelo país. Isso trará um novo alento pastoral, tão necessário para o país, que está sofrendo uma diminuição crescente de seus fiéis1.
  2. A necessidade da consciência de que os evangelizadores devem buscar os que se dizem sem-religião e não só preocupar-se com os que passam a outras expressões religiosas, pois o percentual daqueles que não crê é bem maior do que aqueles que passam a integrar novas comunidades religiosas2.
  3. A Igreja em estado de Missão, de acordo com o Projeto nacional de Evangelização: o Brasil na Missão Continental. Além da Missão Continental, cada Igreja Particular deverá introduzir, em seus planos de pastoral, a Missão, como uma tarefa primordial e insubstituível. Ligada a isso, a Conversão Pastoral, igualmente de acordo com Aparecida, será uma exigência decorrente.
  4. O esforço de centrar a evangelização em Jesus Cristo, tornando-o, também, de fato, o centro da evangelização, de acordo com o espírito de Aparecida, formar “discípulos missionários”.

Leia a íntegra do texto do Pe. Geraldo Luiz Borges Hackmann.

Tags:

leia também