Nossa Senhora do Carmo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Dom Eurico dos Santos Veloso
Arcebispo Emérito de Juiz de Fora (MG)

 

“A minh’alma engrandece ao Senhor, e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador, pois, ele viu a pequenez de sua serva, eis que agora as gerações hão de chamar-me de bendita. O Poderoso fez por mim maravilhas e Santo é o seu nome!” (Lc 1,46-49).

         Celebramos, hoje, 16 de julho, a Memória de Nossa Senhora do Carmo. Considerada uma das Festas mais antigas dedicada a Virgem Maria, Nossa Senhora do Carmo teve a sua origem no século XII através de um grupo de eremitas que no monte Carmelo, na Palestina, viveram um estilo de vida simples e pobre, no mesmo local onde o Profeta Elias se refugiou.

         A palavra “Carmelo (em hebraico, “carmo” significa vinha; e “elo” significa senhor; portanto, “Vinha do Senhor”): este nome nos aponta para a famosa montanha que fica na Palestina, donde o profeta Elias e o sucessor Elizeu fizeram história com Deus e com Nossa Senhora, que foi prefigurada pelo primeiro numa pequena nuvem (cf. I Rs 18,20-45)” (cf. https://santo.cancaonova.com/santo/nossa-senhora-do-carmo/ acesso em 15 de jul. de 2020).

         A propagação desta Festa no dia 16 de julho se dá a aparição de Nossa Senhora a São Simão Stock, onde era superior dos monges do Carmelo, na época que eles eram perseguidos pelos muçulmanos e chegaram refugiados na Europa. A Virgem do Carmelo ao aparecer a São Simão entrega o escapulário a ele e disse-lhe: “Recebe, meu filho, este escapulário da tua Ordem, que será o penhor do privilégio que eu alcancei para ti e para todos os filhos do Carmo. Todo o que morrer com este escapulário será preservado do fogo eterno”.

         O escapulário, segundo o Concilio do Vaticano II é um Sacramental, um sinal sagrado, obtendo efeitos de proteção da Igreja Católica. É uma realidade visível que nos conduz a Deus. Santa Tereza dizia que: portar o escapulário, era estar vestida com o hábito de Nossa Senhora (https://cruzterrasanta.com.br/historia-de-nossa-senhora-do-carmo/37/102/ acesso em 15 de jul. de 2020).

         Enfim, confiemos a Virgem do Carmelo nossas vidas através de sua intercessão a Deus por nós:

“Senhora do Carmo, Rainha dos anjos, canal das mais ternas mercês de Deus para com os homens. Refúgio e advogada dos pecadores, com confiança eu me prostro diante de vós, suplicando-vos que obtenhais a graça que necessito, (pede-se a graça). Em reconhecimento, solenemente prometo recorrer a vós em todas as minhas dificuldades, sofrimentos e tentações, e farei de tudo que ao meu alcance estiver, a fim de induzir outros a amar-vos, reverenciar-vos e invocar-vos em todas as suas necessidades.”

Nossa Senhora do Carmo, rogai por nós!

Saudações em Cristo! Salve Maria, a Senhora do Monte Carmelo!

 

 

Tags:

leia também