Movimento Fé e Política reúne mais de 3 mil em Ipatinga

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
img4b14016610ebd

Com o tema “Cuidar da Vida: Espiritualidade, Ecologia e Economia” o Movimento Nacional de Fé e Política reuniu na cidade de Ipatinga (MG), entres os dia 28 e 29 de novembro,

cerca de 3600 pessoas, vindas de todas as regiões do Brasil para o 7º Encontro Nacional de Fé e Política.

A abertura oficial do encontro contou com a presença do bispo diocesano  de Itabira-Cel.Fabriciano, dom Odilon Guimarães Moreira; o representante do  Movimento Nacional de Fé e Política, Pedro Ribeiro de Oliveira; o  prefeito de Ipatinga,  Robson Gomes da Silva; o representante do Ministério Público, Fernando Antônio Fagundes Reis;  a representante das equipes de  trabalho do evento Arlete Ferreira César, e o coordenador do encontro  Custódio da Silva.

“O Movimento favorece ao cristão crescer na consciência de uma sociedade mais justa e digna. Sem a fé e a política, o ser humano vegetaria numa vida sem sentido, sem utopia”, afirmou o bispo diocesano de Itabira-Cel.Fabriciano, dom Odilon Guimarães Moreira.

O encontro foi marcado por celebrações ecumênicas, conferências e 20 oficinas com temas ligados à temática fé e política. O ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias, o deputado federal do Rio de Janeiro, Chico Alencar; e o mestre em direito constitucional que integra a Rede Nacional de Advogados Populares, Delze dos Santos Laureano, foram os conferencistas do encontro.

Surgido na década de 1980, o Movimento de Fé e Política se rege por uma carta de princípios, que lhe assegura o caráter ecumêmico, não partidário, e reúne cristãos engajados na política à luz da fé cristã. Participam vereadores, prefeitos, deputados e militantes de vários partidos políticos. O primeiro Encontro Nacional de Fé e Política aconteceu no ano de 2000, na cidade de Santo André (SP).

Tags:

leia também