Ensinar a seguir o Mestre

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Dom José Gislon
Bispo Diocesano de Erexim (RS)

Estimados Diocesanos! Dentro das celebrações do mês vocacional que este ano tem como lema “Vocação, um Sim como Maria”, neste domingo celebramos o Dia Nacional do e da Catequista. Para quem fez e faz um caminho de vida marcado pela fé no Senhor Jesus, é um momento oportuno para olhar o passado, louvar a Deus e recordar com gratidão a ou o catequista que nos ajudou, nos preparou, nos apontou o caminho para o encontro pessoal com o Senhor Jesus. O Senhor nos acolheu para percorrermos com Ele, o caminho do discipulado e darmos testemunho do Evangelho nas pequenas e grandes coisas que acontecem na nossa vida.

Podemos olhar a vida de fé, a partir dos ensinamentos que recebemos de nossos pais, do e da catequista, agradecermos e nos alegrarmos em ver que seus ensinamentos permaneceram e frutificaram em nosso coração ao longo do tempo. Mas pode também acontecer que olhando o caminho percorrido, podemos perceber que a boa semente da fé lançada em nosso coração, pelos nossos pais, catequistas e comunidade, germinou viçosa, mas acabou morrendo com o passar do tempo, porque não cultivamos, com fé, amor, esperança e caridade. O comodismo, a falta de tempo, a indiferença e a acidez espiritual, mataram a pequenina planta da fé, que os pais, a família, as e os catequistas e a comunidade haviam plantado com amor e dedicação no teu coração.

Quem sabe, hoje, olhando o caminho percorrido, você decida recomeçar, deixando que a boa semente da Palavra de Deus encontre um pequeno espaço no teu coração, onde você possa cuidá-la e irrigá-la com amor, paz, perdão e ternura para que a fé retorne a florir e frutificar na tua vida. E você possa novamente sentir-se discípulo, discípula do Senhor, seguindo-o não nos caminhos da Galiléia, mas nos pequenos passos da vida cotidiana, deixando que ele te conduza, na vida pessoal, familiar, comunitária, no trabalho e no lazer. O Senhor Jesus quer estar perto de você, para que você possa, como discípulo e discípula, dar testemunho da sua presença no mundo, ajudando-o para que o Reino de Deus torne-se conhecido com a sua participação.

“Conhecer a Jesus é o melhor presente que qualquer pessoa pode receber; tê-lo encontrado foi o melhor que ocorreu em nossas vidas, e fazê-lo conhecido com nossa palavra e obras é nossa alegria.” (DAp, n.29).

Minha profunda estima e gratidão aos pais e aos catequistas, que procuram na simplicidade, disponibilidade e fé apresentarem Jesus, aos filhos e às crianças nas famílias e comunidades. Deus abençoe a todos.

Tende todos um bom domingo.

 

Tags:

leia também