Dom Severino Clasen deseja a todos um Natal abençoado

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
domseverinoclasencacador

O presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Frei Severino Clasen, saúda todos os fieis e deseja a todos um Natal abençoado e espera que o ano vindouro, “seja de união e muita fé”. Na carta, dom Severino ressalta o real sentido do Natal e a “mágica noite em Belém”, aonde o Menino Jesus nasceu.

Leia abaixo a íntegra da mensagem de dom Severino Clasen:

É Natal,
A salvação nasce dentro de um lar!
Feliz e Santo Natal ao Povo de Deus em todo o Brasil!

Pastores de Belém foram surpreendidos por uma mensagem celeste anunciando que nascera o salvador da humanidade. Anjos cantando, estrelas no céu brilhando nos olhos daquela gente humilde e simples, que ficaram tomados de admiração, pois, a humanidade foi envolvida pela glória do Senhor, nosso Deus.

Já se passaram mais de dois mil anos e a humanidade deseja celebrar a festa do nascimento do Menino de Belém. As cidades estão enfeitadas, o poder público e privado enfeitam as ruas, praças e cidades. Agitações dentro dos lares para dar um tom novo e diferente do cotidiano.

As pessoas se programam para compras, festas, passeios e comemorações. Até parece um novo tempo, tudo parece resolvido! Vivemos “novos céus e nova terra”. Os ateus se unem aos crentes, os corruptos se aproximam dos inocentes, os autores de projetos que caçam os símbolos religiosos nas repartições públicas encenam conversão. Todos se tornaram cristãos? Os defensores da cultura da morte, que insistem em legislar o aborto, fazem uma trégua e admiram o menino recém-nascido, festejando a vida que nasceu. Talvez o fato do menino ter sido deitado sobre as palhas, numa estrebaria, seria muito insignificante para abortar. Parece que os problemas da humanidade estão resolvidos. Nos departamentos onde se defendem projetos que destroem a natureza e roubam o direito de tantos cidadãos viverem com dignidade, distribuem presentes, oferecem jantares e divertem-se de papai Noel. O natal está fazendo milagres? Resplandece a caricatura de um novo céu e uma nova terra. Mais uma mentirinha no natal do Senhor, jantares, saudações, almoços, trocas de presentes. Continua o mistério!

O nascimento do Menino continua secreto. Aonde ele vai nascer? Aonde encontrá-Lo? O mundo todo festeja, sem saber quem é o festejado, porque não importa saber quem é de fato o Menino Deus. Mas, onde ele está? Continua secreto, escondido, ausente, distante, misterioso. Falta mais um decreto, proibir festejar o Natal, pois o nosso Estado é um Estado laico… Vejam como o Menino “continua secreto,” anos luz” de distância de tantos lares.

Que impacto provocar para que o Menino seja reconhecido e anunciado? Ele não vem de família rica. Ele não faz shows, nem sensibiliza a grande imprensa, não dá lucro e nem agita as massas. Ele continua secreto, pois é contra a infidelidade, contra a droga, contra a promiscuidade, contra a libertinagem, contra o egoísmo, contra a corrupção, contra a falsidade, contra a concentração do lucro e contra a religião de consumo. Como está difícil de encontrar o Menino que continua secreto e quer se apresentar na noite de natal.

Perguntamo-nos: somos capazes de repensar à busca do sentido do natal como aconteceu naquela noite estupenda em Belém, que agitou os pastores, gente humilde e simples? Sim, podemos celebrar o natal do Senhor.

Tantos cristãos ocupados com as coisas de Deus, anunciando um novo mundo, edificando a paz e a justiça, leigos e leigas testemunhando um amor fiel a Nosso Senhor, movimentos, associações de leigos, pastorais, comunidades de vida, as CEBs, grupos de reflexão, círculos Bíblicos, grupos de novenas, os Conselhos de Leigos espalhados neste imenso Brasil, enfim, leigos e leigas, religiosos e religiosas, diáconos, missionários, sacerdotes e bispos. Todos se ocupando com a evangelização celebram o verdadeiro Natal do Senhor. Isso nos encoraja para que os dias festivos se estendam o máximo possível para experimentarmos por uns bons instantes a verdadeira paz que o Natal nos proporciona. Descobrimos que o Menino se instala dentro do nosso coração quando estivermos cobertos pela justiça e pela paz verdadeira. Esse é o Natal desejado para todos os cristãos de boa vontade.

Como Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato, quero desejar a todos os cristãos um “Feliz e Santo Natal”! Ao mesmo tempo pedir coragem, empenho, constância para que o Laicato se firme como uma força enorme na evangelização da Igreja no Brasil.

Bispos, sacerdotes, diáconos, religiosos e religiosas sintam-se todos abraçados e juntamente com os leigos, sujeitos da Evangelização, somar forças para implantar o Reino de Deus em nossa Pátria amada. Que no ano de 2012, ano da Fé, unamo-nos cada vez mais para acolhermos a todos na nossa querida Igreja Católica Apostólica Romana. Que todos os batizados, inspirados pelo Espírito Santo, cada um na sua função, na sua missão e no modo próprio de ser Igreja, seja um elemento forte na divulgação do Evangelho de Jesus Cristo. Que Maria, a Mãe do Menino Deus, com sua ternura de mãe, nos aponte o caminho para seguirmos Jesus Cristo.

Fraternalmente,

Dom Frei Severino Clasen
Bispo de Caçador e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato

Tags:

leia também