No texto, o arcebispo de Belo Horizonte (MG), dom Walmor Oliveira de Azevedo, reitera a posição da Conferência cujo dever cristão é defender a vida, principalmente dos pobres, e da natureza, dom de Deus. A CNBB considera o momento inapropriado para se debater o tema da medida provisória
Por meio de nota, a CNBB considera que esta é a mais grave crise sanitária dos últimos tempos e afirma ser este um momento dificílimo, que clama pelo efetivo exercício da solidariedade e da caridade
O presidente da CNBB, dom Walmor Oliveira de Azevedo, manifesta-se nas redes sociais
No texto, a presidência da CNBB demonstra preocupação e perplexidade, neste tempo de pandemia, com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de pautar para a próxima sexta, dia 24 de abril, o tratamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade – ADI 5581
O documento, em sintonia com segmentos, instituições, homens e mulheres de boa vontade, convoca todos a lutar pela vida. A nota é uma resposta ao fato de o STF ter agendado o julgamento da ADI 5581, que versa sobre a liberação do aborto em caso de Zika vírus

Você também pode gostar