Cardeal Raymundo Damasceno completa 75 anos e é homenageado na CNBB

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
geralmissadomdamasceno

No dia 15, o cardeal arcebispo de Aparecida (SP), dom Raymundo Damasceno Assis, completou mais um ano de vida. Para celebrar a data especial, houve uma missa na capela da sede da Conferência dos Bispos do Brasil (CNBB), em Brasília (DF), e, em seguida, uma confraternização. A missa contou com a presença do arcebispo de São Luís (MA) e vice-presidente da CNBB, dom José Belisário da Silva, do bispo auxiliar de Brasília (DF) e secretário geral da CNBB, dom Leonardo Ulrich Steiner; bispos participantes do Consep; membros da Nunciatura Apostólica, assessores da CNBB, padres, diáconos, além dos colaboradores da CNBB.

Na celebração eucarística, dom Damasceno foi homenageado pelos companheiros de episcopado. Dom Leonardo Ulrich Steiner, proferiu palavras de carinho, citando sua admiração pelo cardeal. “Admiro dom Damasceno pela sua humildade e por não ter traço de vaidade”, disse referindo-se à postura do cardeal.

O padre José Ernanne Pinheiro lembrou sua longa amizade com o cardeal. “Nos encontramos a primeira vez há 51 anos, no Colégio Pio Brasileiro, em Roma. De lá para cá, pude conhecer um pouco mais esse grande homem”, mencionou.

geralmissadomdamascenoA missa foi presidida pelo próprio aniversariante, e a homilia foi feita por dom José Belisário da Silva. O vice-presidente CNBB dirigiu palavras de afeto a dom Damasceno e também homenageou o bispo diocesano de São José dos Pinhais (PR), dom Ladislau Biernaski, falecido no dia 13 de fevereiro.

Dom Raymundo Damasceno Assis, nasceu no dia 15 de fevereiro de 1937, em Capela Nova (MG). Tornou-se padre em 1968, e sua Ordenação Episcopal foi em 15 de setembro de 1986. Ocupou o cargo de secretário geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, por dois mandatos, de 1995 a 1999, e de 1999 a 2003, foi membro da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação, Educação e Cultura, e presidente do Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) de 2007 a 2011.

No dia 9 de maio de 2011 foi eleito com mais de 160 votos presidente da CNBB por quatro anos (2011-2015). Seu lema episcopal é “In Gaudium domini” (Na alegria do Senhor).

Tags:

leia também